O Windows Defender serve para empresas?

A Microsoft vem fazendo mudanças em termos de segurança. Com cada nova versão do Windows, melhora a segurança e adiciona novas formas de proteção. No início, honestamente, era uma solução bastante ineficiente, apenas protegia contra poucos malware, porém com o tempo foi evoluindo. Hoje, a Microsoft transformou o Windows Defender em uma solução bastante razoável, agora até inclui uma opção de sandbox e deteção de malware baseada em nuvem.

Mas evoluiu até o ponto de poder cobrir as necessidades em segurança de uma empresa? A resposta é evidente para algumas pessoas conhecedoras da área, mas para outras talvez não seja tão claro, e é isso justamente que vamos esclarecer.

A resposta é não. E queremos argumentar nossa resposta com dois pontos básicos:

Não é só proteger a máquina, é poder gerenciá-la também

Uma solução de segurança corporativa deve permitir enxergar tudo o que está acontecendo no ambiente corporativo; desde uma única console, com monitoramento de todas as demais máquinas e com distintos planos de ação e políticas definidas. Como o produto está sendo acionado? É uma pergunta que a solução de segurança de uma empresa deve responder.

O Windows Defender protege apenas de forma pontual, enquanto uma solução mais completa e específica para corporações gerencia e analisa o ambiente 24×7 desde uma console central unificada (claro que é preciso fazer análises e atualizações periódicas independente da solução, mas esse é outro tema).

O Windows Defender não possue tantas atualizações quanto uma solução corporativa

O Windows Defender é um produto que está adicionado ao Windows e por ser de graça (não tem um custo adicional) e pontual, a frequência de atualizações é muito menor que a frequência de uma solução empresarial.

É melhor tê-lo, do que não ter nada no ambiente, mas realmente a quantidade de atualizações é muito menor.

O desenvolvimento de antivírus não é o foco da Microsoft e para isso existem grandes empresas que atuam nesse viés de negócio e por isso  realizam constante atualização de suas soluções de segurança para empresas de diversos portes e segmentos.

Empresas com real foco no desenvolvimento de soluções de segurança, realizam atualizações e criam patches para ameaças previamente conhecidas e não conhecidas também, e isto é possível só devido à opção de análise de comportamento suspeito (diante de qualquer anomalia comportamental a solução analisa e notifica, coisa que não existe no Windows Defender).

Avaliação de outros pontos básicos no Windows Defender

Segurança

O Windows Defender protege de forma básica contra vírus, trojans, ransomware e outros tipos de malware. O sistema tem pelo menos um nível de proteção contra esses malware. Porém, a versão gratuita é um pouco mais limitada que a paga, mas nenhuma das duas oferecem possibilidade de gerenciamento em um ambiente corporativo, por isso pode funcionar para um home user, porém para uma empresa considere pensar melhor sobre o assunto.

Outro ponto importante aqui é que o Windows Defender não detecta malware de baixo risco como adware, por exemplo, que embora não seja tão grave e em alguns casos até seja possível viver com ele, é melhor evitar que os computadores possuam qualquer tipo de ameaça, pois um baixo risco pode se transformar em alto se não se tem cuidado.

Recursos

Este antivírus possui vários recursos que protegem contra phishing e tem opção de firewall (não muito amigável para pessoas com pouco conhecimento), mas são opções bem básicas que não protegem de forma completamente abrangente. Além disso, a maioria das opções estão disponíveis só nos navegadores da própria Microsoft e são bem limitadas em outros navegadores como Chrome.

Suporte

O sistema de suporte da Microsoft é razoável, possui uma guia de usabilidade e opção de ajuda através de um agente virtual. Mas um ponto negativo é que dentro das políticas do Windows Defender, existe uma liberação da responsabilidade em caso de infeção, quer dizer, caso um computador com esse antivírus sofrer uma ameaça, a Microsoft não é responsável. Ao contrário, existem outras soluções que possuem um compromisso de proteção contra vírus. 

Resumo. O Windows defender ainda precisa melhorar estes pontos

  • Os recursos de segurança na internet só funcionam normalmente em navegadores da própria Microsoft. Se quiser usar outros navegadores deve instalar extensões não inclusas.
  • A proteção em tempo real bloqueia várias ameaças, mas não consegue evitar todas.
  • Sua plataforma pode não ser a melhor para usuários ou empresas que não possuam conhecimentos em TI.
  • Não inclui uma VPN ou gerenciador de senhas integrado.
  • A Microsoft não realiza atualizações tão frequentes de vacinas contra novos tipos de malware ou evoluções de malware existentes.
  • Esta ferramenta não é capaz de gerenciar um ambiente corporativo, diferente de uma solução especializada que consegue enxergar o que acontece em cada máquina da empresa e a relação e comunicação entre todos os computadores.

Conclusão

O Windows Defender protege sim, mas considerando que em um ambiente corporativo existem muitas informações confidenciais que no caso de serem comprometidas levarão a consequências graves, o melhor é não confiar nele para uma proteção abrangente.

Com certeza seus colaboradores terão acesso a diversos diretórios e materiais sensíveis, vão se comunicar e em alguns casos até farão compras. E com certeza vão salvar os usuários e senhas das distintas ferramentas e sites que eles visitam, pois seria muito difícil acessar todos os dias a todos os serviços e lembrar cada senha. Realmente quer confiar em um antivírus gratuito para proteger todas essas ações?

Nossa recomendação é que não confie e faça um investimento (de acordo a suas possibilidades) em uma solução corporativa eficiente.

Atualmente existem corporações dedicadas ao desenvolvimento e atualização de soluções especializadas para empresas. Alus IT Security trabalha com várias ferramentas que ajudarão, dependendo da necessidade, mas em termos de ameaças e malware recomendamos amplamente à Kaspersky e à Blackberry.

Caso sua empresa não possua uma equipe de TI dedicada, caso seja uma empresa pequena e tenha dúvidas sobre como monitorar esse tipo de soluções especializadas ou simplesmente queira delegar algumas tarefas, existem opções de gerenciamento do ambiente de segurança. A Alus oferece este serviço para todo tipo de empresas (grandes, médias e pequenas), dê uma olhadinha a nossos serviços.

Assista o vídeo, onde nosso Diretor Rubens Piccirillo explica cada um dos pontos mencionados anteriormente neste artigo.

Outras fontes consultadas para complementar:

O antivírus Windows Defender está bom o bastante em 2020? 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Podemos ajudá-lo